607 AEC – Foi o Dr. Ronald H. Sack e outros eruditos citados de modo enganoso no Artigo de A Sentinela ?


Mais uma vez críticos das Testemunhas de Jeová falham em reconhecer que a citação feita pela revista A Sentinela de 1º de Novembro de 2011 (referente a discussão sobre a data de 607)  feita pelo Dr. Ronald H. Sack, É CORRETA. Quanto a conclusão do autor das declarações, esta, não é a questão. Se alguns acham que a Sentinela está inferindo que o autor das declarações acredita na data de 607 como sendo a data correta para a destruição de Jerusalém pelos Babilônios, eles estão cometendo um erro. O Dr. Ronald H. Sack diz que historiadores precisam recorrer a  “fontes secundárias . . . na esperança de determinar o que realmente aconteceu” no que concerne a datas deduzidas a partir de documentos cuneiformes. Tal reconhecimento é relevante nesta discussão e foi apropriadamente citado pelas Testemunhas de Jeová. Os críticos do artigo de A Sentinela tomam essa declaração como se as TJ estivessem dizendo que o Dr. Ronald Sack estivesse apoiando as TJ em suas conclusões. Nenhum dos eruditos citados na revista defende que Jerusalém foi destruída em 607 AEC.

Eilat Mazar também é citada numa outra publicação das Testemunhas de Jeová, todavia,  antagonistas das Testemunhas de Jeová tem fomentado confronto entre os Editores de A Sentinela e tais historiadores ou pesquisadores seculares por afirmarem ou repetirem na internet a falsa acusação de que tais estudiosos estão sendo “falsamente representados como alinhados com o pensamento da Watchtower” referente a data de 607 em detrimento de 587 A.E.C Essa tática nos lembra muito bem a forma caluniosa com que os demônios são citados nas Escrituras. Aqueles que são “acusador[es] de nossos irmãos [os quais nos] acusam dia e noite perante o nosso Deus”. Apocalipse 12:10. Portanto, devemos tomar cuidado para jamais fazermos uma declaração precipitada e nos tornarmos iguais aos principais inimigos de Deus. Sabemos que o reconhecimento do Dr. Ronald e por ele assinado é relevante demais para o assunto e não deve ser ignorado nesta discussão nem deliberadamente omitido assim como fazem os que defendem de modo insistente a inescriturística e antibíblica data de 587A.E.C

Sabemos também que citá-lo em seu reconhecimento de um fato é algo que obviamente o perturba, mas longe de ser uma distorção, citar seu reconhecimento demonstra a base fraca na qual é edificada o calculo secularmente aceito para a data da destruição de Jerusalém. Mencionar tais fatos é antes, uma evidência de honestidade e profundidade da analise feita pelas Testemunhas de Jeová.

O que muitos opositores ignoram no artigo de A Sentinela é o seguinte comentário feito (W 01/11/2011) :

*Nenhum dos eruditos citados defende que Jerusalém foi destruída em 607 AEC. “

Pergunte-se por que omitem essa declaração clara feita no artigo ? Certo opositor afirmou :

 “Não omití que os eruditos não defendem que Jerusalém foi destruída em 607! ”

A declaração que este opositor alega não ter “omitido” aparece numa nota no pé da página, mas que é ignorada pelos antagonistas das Testemunhas de Jeová.  

Muitos opositores da Organização de Jeová são omissos sim neste respeito, evitam citar a declaração da nota. Alguns não omitem de seus textos a nota, contudo omitem de suas mentes e de suas avaliações. Como claramente explicado acima, não importa se estes eruditos não apreciam as conclusões do artigo de A Sentinela, o fato é que estes eruditos dão informações importantes e factuais que eles mesmos evitam desenrolar, uma vez que se apegaram a seus conceitos desprovidos de respeito e aceitação plena da palavra de Deus. Me admira muito que apesar de Jesus ter avisado que o “mundo inteiro Jaz no poder do iníquo” (como repetido pelo Apóstolo em 1 João 5:19)  muitos prefiram invalidar a palavra de Deus a fim de aceitar conceitos de pessoas que fazem parte deste mundo apartado de Deus. 

Certo leitor desta página disse que eu deveria “ponderar” sobre o assunto. 

Não é eu que devo ponderar sobre isto. Não sou eu que estou ignorando uma declaração clara de a Sentinela como se esta não estivesse ali. (Meu Deus! Como os opositores da Organização de Jeová adorariam que aquela nota não estivesse ali, a fim de poderem ter algum possível respaldo jurídico contra as TJ!) Tentar “entrar pelas brechas” a fim de denegrir ou incriminar as Testemunhas de Jeová a todo custo, é a motivação predominante. 

O que alguns opositores  chamam de “ponderar” na verdade é “aceitar uma acusação (Apoc 12:10) ou “conjecturar algo inexistente” o qual seria dizer que As TJ estão afirmando q certos eruditos seculares por elas citadas, apoiam ou parecem dar suporte as conclusões do artigo de A Sentinela concernente a data de 607. Se alguns eruditos se irritam uma vez citados de modo relevante em suas próprias palavras e confusos, devido a pressão Anti Testemunha de Jeová, acabam entendendo que suas palavras foram colocadas num contexto pró-607, isso é problema deles. Jesus disse que pelas próprias declarações de alguns estes seriam julgados. Será que citar declarações de trinitários, por exemplo, onde reconhecem que a doutrina da  trindade não é claramente citada na Bíblia, os agradaria ? Óbvio que não! De forma similar, alguns eruditos, quando citados em suas próprias declarações, não apreciam de forma alguma. Muito embora tais declarações e reconhecimento deles mesmos expõe a força de suas argumentações pro 587.

O erro que opositores cometem todo o tempo é o de acharem que citar alguém é o mesmo que dizer que a conclusão deste alguém é a mesma que a nossa. Pior ainda é inventar mentiras e dizer que tais declarações  citadas são descontextualizadas.

Estou começando a achar que falta capacidade cerebral em muitos opositores das Testemunhas de Jeová. Assim como uma moça apaixonada rejeita a todo custo os conselhos de sua mãe e se dá mal, a paixão pela difamação das Testemunhas de Jeová tem cegado alguns ao ponto de perderem noção de justiça e noção do perigo. Sim, perigo! Pois aqueles que se contentam não com a justiça e a verdade, mas com a difamação a todo custo e a ridicularização do Povo de Jeová, não serão bem sucedidos no final. Seus esforços em denegrir e ridicularizar as Testemunhas de Jeová serão frustrados.

Até mesmo páginas com o objetivo de catalogar casos de pedofilia ou de possíveis crimes falado ou praticado por uma Testemunha de Jeová tem sido criada com este propósito. Como certo ditado reconhece apropriadamente, “quem é sujo não se suja”. Por que afirmo isso?  Enquanto Igrejas estão envolvidas em roubos milionários de seus fiéis por pastores gastarem o dinheiro da Igreja, alguns estão tentando achar erros de palavras nas Testemunhas de Jeová. Todos os que publicam material Anti-Testemunha de Jeová, deveriam procurar algo proveitoso para fazer, ao invés de tentar “achar pelo em ovo”.

A atitude de sites apóstatas (ou seja sites de ex-TJ ou antagonistas) ao agirem desta forma “coam mosquitos e engolem camelos! “

As pesquisar referente ao ano de 587 aceita pela maioria dos historiadores deste sistema rejeita a Bíblia Sagrada em suas declarações simples. (Dan. 9:2; Jeremias 25:11; 29:10)

Fazem parte de um grupo que defende a data de 587, sendo que este grupo de pessoas não estão em acordo sobre muitos detalhes referente a esta data, todavia é estranho que estejam em pleno acordo em um aspecto, a saber, denegrir e ridicularizar tudo o que uma Testemunha de Jeová diz a respeito deste tema.

Desunidos e fora de sintonia, a não ser que o objetivo seja o de ridicularizar as Testemunhas de Jeová. Se você é uma Testemunha de Jeová só de nome e espiritualmente parasitário, grudado na frente de um pc com o objetivo solo de difamar as Testemunhas de Jeová, saiba que tudo começara a ficar evidente cedo ou tarde.

De fato Cristo Jesus, o Líder das Testemunhas de Jeová afirmou:

Pois, não há nada escondido que não se torne manifesto, tampouco há nada cuidadosamente oculto que nunca se torne conhecido e nunca venha à tona. 18 Portanto, prestai atenção a como escutais; pois a quem tiver, mais será dado, mas quem não tiver, até mesmo o que imagina ter lhe será tirado”   Lucas 8:17

 VEJA TAMBÉM : Jeremias 29:10″Em Babilônia” ou “para Babilônia”?

Anúncios