VELHO TESTAMENTO OU ESCRITURAS HEBRAICAS?


 

A expressão “Velho Testamento” encontra-se em 2 Coríntios 3:14, na versão Almeida, revista e corrigida. Nessa versão, “testamento” traduz a palavra grega diatheke. No entanto, muitas traduções modernas, como a Nova Versão Internacional, vertem diatheke por “aliança” (pacto) em vez de “testamento”. Por quê?

O lexicógrafo Edward Robinson declarou: “Visto que os livros de Moisés contêm o antigo pacto, [diatheke] representa o livro do pacto, os escritos de Moisés, i.e., a Lei.” Em 2 Coríntios 3:14, o apóstolo Paulo estava se referindo à Lei mosaica, que é só uma parte das Escrituras pré-cristãs.

Sendo assim, qual é um termo mais apropriado para os primeiros 39 livros da Bíblia Sagrada? Em vez de dar a entender que essa parte da Bíblia estava desatualizada ou ultrapassada, Jesus Cristo e seus seguidores chamavam esses livros de “as Escrituras” e “as Escrituras Sagradas”. (Mateus 21:42; Romanos 1:2) Em harmonia com essas declarações inspiradas, as Testemunhas de Jeová chamam o Velho Testamento de Escrituras Hebraicas, visto que essa parte da Bíblia foi quase toda escrita originalmente em hebraico. De modo similar, referem-se ao chamado Novo Testamento como Escrituras Gregas, pois homens inspirados por Deus escreveram essa parte da Bíblia em grego.

http://www.watchtower.org/t/20070901/article_02.htm

Anúncios
Both comments and trackbacks are currently closed.