Era Russell Maçonico?


Vários blogs e páginas na internet, movidos por um antagonismo contra as Testemunhas de Jeová e não por interesse na verdade, estão disseminando todo tipo de ataques possíveis contra as Testemunhas de Jeová.Tais páginas destituídas de interesse na verdade iludem e alimentam as mentes de milhares de desafetos das Testemunhas, sendo que alguns, de modo ávido ao pote, alimentam a si e a outros com as mesmas repetições irresponsáveis. Embora tenham lido em seus próprios exemplares da Bíblia que Satanás é o pai da mentira, ignoram a verdade e perseguem os que falam a verdade. VEJA TAMBÉM: O QUE DIZ A WATCHTOWER sobre a maçonaria?

Tentam de todas as maneiras denegrir ao máximo a imagem do movimento religioso mais persistente na pregação do Evangelho do Reino.

Era Russel maçônico ?

Em Primeiro lugar, gostaria de enfatizar, que no meio do povo de Jeová, quase não se fala em Russel e muitos,  pouco sabem sobre ele,  visto quase nada se fala dele nem a respeito de seus escritos. (para saber a opinião OFICIAL DA WATCHTOWER sobre Maçonaria clique aqui)

Russel escreveu milhares de artigos, de forma que podemos citar as palavras dele mesmo sobre a barulhenta e desesperada acusação de que ele era maçônico. Russel escreveu:

“Há certas condições – a porta baixa, o caminho estreito, o passo difícil. Ainda que eu nunca houvesse sido maçom, tenho escutado que na Maçonaria eles têm algo que ilustra isto muito estreitamente”… “Muitos maçons me estendem a mão e me dão o que sei é seu aperto de mão; eles não me conhecem por um maçom.Parece que é algo que faço é semelhante ao que fazem os maçons, não sei o que é; porém eles frequentemente me dão todo tipo de aperto de mão e eu os devolvo, então lhes digo que não sei nada sobre isso exceto somente alguns apertos de mãos que hão vindo a mim naturalmente”. – Junho de 1913; discurso do Congresso, “O Templo de Deus” (“Sermões dos boletins do Congresso” página 362)

“Meu entendimento é que todos estes são feixes, e cada feixe se faz mais apertado. Alguns de vocês sabem muito mais sobre a maçonaria que eu, e não estou aqui para dizer nada contra ela, porque não sei o que dizer, e não sei o que diria se eu realmente o soubesse. O Senhor não me enviou para pregar contra a maçonaria ou a Odd fellowship, nem contra o Presbiterianismo ou o Metodismo. Nossa oportunidade é dizer a verdade, para pregar o evangelho verdadeiro de Cristo, e o Senhor diz que esta mensagem terá seus efeitos em diferentes corações. Agora, se você se encontra em qualquer tipo de feixe, você sabe que não é o programa no que concerne ao trigo. O trigo se recolherá no celeiro; não será posto em feixes na vida presente. O trigo de ser livre. Se você se encontra em qualquer tipo de feixe, é melhor que saia do feixe.” – 1908; Reunião de Perguntas do Congresso (“O Questionário” página 318).

A própria página oficial da Maçonaria nos estados unidos responde de uma maneira direta a pergunta se Russel era Maçonico da seguinte maneira:

Charles Taze Russell?
Foram feitas alegações de que o “Pastor” Russell (1852/02/16-1916/10/31), fundador da Associação Internacional dos Estudantes da Biblia— precursora das Testemunhas de Jeová — era um maçônico; que o simbolo na capa dos numeros iniciais de A Sentinela ( Watchtower ) indicavam simbolos maçonicos; e que a lápide [ou túmulo] de Russel continha uma cruz maçonica e o simbolo de uma coroa.

Russel não era um maçônico. Nem os símbolos encontrados na Sentinela (Watchtower) nem a cruz e o simbolo de uma coroa são exclusivamente maçonicos. A Cruz e o simbolo de uma coroa não aparecem em sua lápide no Cemitério Rosemont United , Pittsburgh, Pennsylvania — mas aparecem num memorial erigidos anos mais tarde. Num discurso realizado num salão maçônico em San Francisco em 1913, Russell fez uso positivo dos artefatos maçonicos ao dizer, “Ora, eu sou um maçônico aceito e liberto. Creio que todos nós somos, mas não no estilo de nossos irmãos maçônicos.” Depois ele prossegue desenvolvendo esta ideia: “Verdadeiros crentes na Bíblia podem ou não pertencer a fraternidade maçônica, mas são todos construtores da Alta ordem, visto que são amoldados, lapidados e polidos pelo todo poderoso para serem usados como pedras vivas no Templo construído não com mãos. Estão libertos do pecado, e portanto aceitos pelo Deus do Céus como pedras apropriadas do Templo Celestial.” Mais tarde neste discurso, Russell declarou de uma maneira bem clara “Eu nunca fui um maçônico.” Aqueles que alegam que Russell foi um maçônico citam este discurso fora do contexto sem apontar a retorica dos artefatos. “

(Muitos Pastores são peritos em isolar textos, justamente o que acusam as Testemunhas de Jeová de fazer!)

Dai, o site Americano termina:

“Muito embora Russell tenha escrito a respeito das pirâmides e dos Cavaleiros Templários, as pirâmides não são parte da maçonaria e o entendimento de Russell da relação entre os modernos Cavaleiros Templários e a maçonaria demonstra uma ignorância da parte de quem está de fora , de ambas as organizações.”


Na pagina 58 de seu livreto Object and Manner of our Lord’s Return de 1877, comentando Apocalipse 6 15, que diz:

“15 E os Reis da Terra, e os em altos postos, e os Comandantes, e os ricos, e os fortes, e todo escravo, e todo homem livre esconderam-se em cavernas e nas rochas dos montes. 16 E estão dizendo sem parar as rochas e aos montes: ” Caí sobre nós e escondei-nos da face Daquele que está sentado no trono e do furor do cordeiro …”

Russel escreveu :

“Procurarão esconderijo, também, nas grandes rochas da sociedade mundana tais como a maçonaria, Odd Fellowship, etc., mas nenhuma destas será capaz de livrá-los no dia da fúria do Senhor.”

Podemos ver , então que deste 1877, quando Russel escreveu tais palavras ele acreditava que a Maçonaria era uma obra deste “mundo” apartado de Deus.

Russel considerava esta Sociedade como sendo de ajuda mutua, mas não falou de modo favoravel dela.

No artigo de A Sentinela em Inglês de 15 de Junho de 1895, Russell disse a respeito da Maçonaria em resposta a um leitor que pergunta:

PREZADO IRMÃO:–Gostaria de saber sua opinião com respeito ao seguro de vida. Estão organizando locais de reuniões em toda a parte por aqui –“Trabalhadores unidos”, Cavaleiros de Pythias, Homens de vermelho, Maçonicos, Odd Fellows, etc. eles trabalham em produzir uma espécie de sectarismo na Igreja. Gostaria de ver um artigo na “SENTINELA” sobre isso.

No amor pela verdade, W. E. KILLAM.”

NOSSA RESPOSTA A INDAGAÇÃO:

A resposta de Russell :

” O mesmo observamos na ordem da Maçonaria, se ela for julgada pelo seu passado histórico, possue alguma espécie de segredo ou esquema, diferente de uma irmandade e dão apoio nos momentos de doenças e morte. O que melhor podemos destes fazer juizo, é que há um certo grau de adoração profana ou de cerimonias ligados a ritos desta ordem e de alguns outros, ao ponto que membros não entendem plenamente, mas que , em diversos casos, servem a tendencia da satisfação do espirito natural, para a adoração e consequentemente os impedem de olharem para a adoração de Deus em espírito e realmente – por intermédio de Cristo o único intermediário autorizado e Grande Mestre.
Neste sentido estas sociedades desperdiçam tempo precioso em loucuras, ritos e cerimonias desprovidas de sentido,e por trocar a adoração pela de seus oficiais, e pelo uso de palavras e símbolos que não tem sentido para eles, na adoração de Deus, de uma maneira adaptada ao Cristo e segundo o conhecimento espiritual do Espírito de um espírito saudável.
Nesta medida, estas sociedades são cruelmente ruins, sem levar em consideração ganhos ou perdas financeiras em conexão com o se tornar membro de um deles “(O GRIFO É MEU)

Russel critica de modo austero a Maçonaria nesta Sentinela (Watchtower). Ele a colocou não mais em uma categoria de uma simples irmandade de ajuda mutua como ele já havia mencionado em 1877, e como o seu leitor parecia já ter percebido.Mas o que era interessante nesta mensagem, é que Russel cometeu um equivoco ao citar palavras sobre a Maçonaria, e que um ex-maçônico lhe chamou atenção posteriormente na Watchtower (Sentinela) de 1º de Agosto de 1895 :

“UM IRMÃO , outrora em profundos segredos, e que sabe que o Editor não teve tal experiencia, escreve como segue:–

PREZADO IRMÃO RUSSELL:–Suas observações sobre Sociedades beneficiárias e Secretas na SENTINELA, de 15 de Junho , 1895, foi muito engraçada para mim. Acertou como que “o seu pé” ao “martelar no escuro” . Fico feliz que defenda o princípio da proteção bancado por legitimas Empresas da linha antiga, vida, incêndio e acidentes. … …

A adoração do Sol aparece com destaque na Maçonaria, e não a serviço da Igreja Católica e da igreja Episcopal. O termo “Venerável”, como usado na maçonaria, agora está praticamente obsoleto, mas foi anteriormente e geralmente usado como um termo de respeito. Eu
ocupei a posição de “Venerável Mestre” por três anos, mas nunca recebi a adoração dos meus companheiros mortais, e eu certamente nunca adorei a outros. Sua sugestão, que é feita por ignorância, é uma boa sugestão, mas não se aplica nesse caso. Talvez nenhum homem no meu estado, durante os vinte difíceis anos nos quais eu era um membro da Fraternidade, teve um estudo mais aprofundado para o simbolismo da Maçonaria, o seu ensinamento moral, e sua jurisprudência.
Apesar da maçonaria não inculcar a adoração de seus oficiais, faz o que é pior, pois em sua essência o simbolismo utilizado nas cerimônias são derivados de adoração ao diabo. Embora já não em jugo desigual com os incrédulos (2 Coríntios. 6:14-17), eu quero dizer para aqueles que
ainda estão no cativeiro que eles têm muita desculpa. A Maçonaria é constituída em grande parte de uma série de instruções morais, ensinada em concordância ao uso antigo, pelos tipos, símbolos e figuras alegóricas. É um sistema, e um belo sistema, como é muito do trabalho de Satanás, quando visto de
do ponto de vista mundano. Seu colega de trabalho na melhor (não a pior) das intenções. ”


Outro irmão escreve: – –
A maçonaria não é o cristianismo, e aquele que é tão enganado ao pensar que ele é, é conduzido por esse fato a um labirinto de erros dolorosos. Eu acho que eu sei sobre o que falo, eu era mestre durante sete anos de uma “loja”, e eu lhe conferi cem graus. A maçonaria não limpa os pecados, e não salva a nossa alma da morte, e é uma questão grave para um filho de Deus passar tempo e gastar dinheiro em uma instituição do mundo. Não há nada puro, que é terreno, mas a pureza vem de cima para baixo. ”

Pode-se assim observar, que Russell não entendia muito a respeito dos ritos da Maçonaria e aqueles quer eram ex maçons e se tornaram estudantes da Bíblia é que lhe ensinaram um pouco mais sobre ela, dando um parecer negativo, o que ele já tinha, tal conceito negativo sobre a maçonaria

Em 1904, Russell falou novamente sobre a Maçonaria, em conexão com ao Sociedade de auxílio mútuo , ele aconselhou outra vez aos seguidores da maçonaria, que esta era parte de Babilônia a Grande, um sistema de religião falsa.
Na página 640.641 do Volume Frances de Estudos das Escrituras VI chamado “Nova Criação”

Lemos :

“Isso coloca diante de nós o grande problema das ordens, sociedades, etc, e os privilégios que possuem a face da Nova Criação diante destas organizações. É conveniente que as novas criaturas participem nestas sociedades?

Nós respondemos que, se as associações de igrejas são puramente religiosas e os movimentos sindicais de ajuda mútua são algo laico, em geral, há outros aspectos que têm mais aspectos religiosos e laicos. Como sabemos, por exemplo, os maçons, Odd-Fellows, os Cavaleiros de Pythias, etc, realizam certos ritos e cerimônias de caráter religiosos. Naturalmente que não exerceremos qualquer campanha hostil contra os membros dessas diferentes ordens, não mais do que faremos contra a diferentes sistemas religiosos sectários. Nós colocamos em pé de igualdade todos os sistemas que compreendem cerimônias e educações com caráter religioso, etc. E todos nós os consideramos como peças de Babilônia, que certas partes são mais limpas e os outras menos limpa, mas que, no entanto, estão cheias de confusão , erro, ao contrário da intenção divina, como revela a organização da Igreja primitiva, e nas instruções que deu aos discípulos, pela palavra e pelo exemplo, o Fundador inspirado e seus doze apóstolos.

Aconselhamos que a Nova Criatura não têm nada a ver com algumas dessas sociedades, clubes, as ordens, as igrejas de caráter semi-religioso, mas que devemos”sair do meio deles, ser separados e não tocar o que é impuro” (2 de milho. 6:17) ”

Em 1913, em um discurso corajoso, Russell comparou a Igreja cristã com uma sociedade secreta de que o Grã-Mestre é Jesus Cristo e os membros desta sociedade não conheciam uns dos outros, porque só Jesus conhece. É um dos principais argumentos dos defensores da adesão de Russell na Maçonaria. Russell declarou-se maçom da maçonaria, “maçonaria bíblica”. Ao longo do discurso, ele tentou fazer analogia entre a Igreja e uma sociedade secreta, certamente para converter alguns maçônicos na sala.

Ele cometeu algumas falhas no que diz respeito ao texto sobre a maçonaria, mostrando que ele não conhecia o suficiente sobre a Maçonaria exatamente como ele admitiu na resposta anterior a uma carta de um leitor de ex-maçônico.

Por exemplo:

“E assim, se falamos com nossos amigos maçônicos sobre o templo e sobre o seu significado, e no caminho para ser um bom maçônico e sobre a Grande pirâmide, que é o emblema principal que eles usam”,

Lamentavelmente, a pirâmide não é o principal emblema maçônico, é uma lenda urbana que tem sua origem na presença do olho na pirâmide do dólar E.U. e Russell apenas repete essa fofoca.

Observem um site bem informado sobre a maçonaria:

http://www.masonicinfo.com/eye.htm

O autor maçom Brent S. Morris, citado neste site declara sobre a pirâmide:

“A pirâmide, seja incompleta ou acabada, no entanto, nunca foi um símbolo maçônico. Não tem nenhum significado simbólico geralmente aceitos, exceto, talvez, a permanência ou mistério. A combinação do olho da providência com vista para uma pirâmide inacabada é exclusivamente americana, não um ícone maçônico, e deve ser interpretada a partir da intenção dos que a projetam. Não tem nenhum contexto maçônico “Estava muito longe de ser o principal símbolo da maçonaria como declarado por Russell.

Em outro lugar Russell declarou:

Embora eu nunca tenha sido maçônico, ouvi dizer que a Maçonaria tem algo que ilustra muito bem tudo isso. ”

Russell afirmou que ele não era um franco-maçom (“terrestre” vamos adicionar), os defensores da tese da ligação de Russell com a maçonaria explicam que ele pertencia, de fato, aos cavaleiros templários, que foi de fato uma organização para-maçônica, e assim não completamente maçônica que lhe permitiu dizer que não era maçônico.

Lamentavelmente para tais, os cavaleiros templários são maçônicos, é necessário ser maçom para se tornar um cavaleiro templário como revela o site do movimento nos Estados Unidos na

URL: http://www.knightstemplar.org/freqaq.html

Debaixo do subtitulo “Como se tornar um cavaleiro templário”

“Para uma petição Comenda de Cavaleiros Templários ou adesão, primeiro você deve ser um membro de uma Loja Maçônica e outras entidades de pré-requisito, como o Royal Arch , possivelmente, um Conselho de Mestres Reais e Select. (Isso depende do estado onde você reside) para uma petição Commandery deve professar uma crença na religião cristã.
Aquele que não conhece um Cavaleiro Templário ou um Mestre Maçom deve contatar o local do Templo Maçônico de informação ou Grande Acampamento dos Cavaleiros Templários dos Estados Unidos da América, 5097 N. Elston Avenue, Suite 101, Chicago, Illinois 60630-2460. ”

Russell não podia ser um cavaleiro templário, nem um maçom, porque para ser um cavaleiro templário, foi necessário já ser um maçom.

Russell em seus escritos e discursos feitos cometeu regularmente equívocos ao falar sobre a Maçonaria, embora em seus últimos discursos, ele tenha demonstrado um melhor conhecimento do movimento. Ele afirmou não ser maçônico e identificou a maçonaria como sendo parte de Babilônia, a Grande,a qual era necessário se desviar (Apocalipse 18 4). Não se pode concluir que Russell foi um maçom de seus escritos.

 

 

PARA SABER MAIS SOBRE ESSA FALSA ACUSAÇÃO ACESSE ESTA OUTRA PÁGINA:

Russel NÃO ERA MAÇONICO- VÍDEO!

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ DEFENDIDAS

Observe Discuros de Russell TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS!

Russia x Testemunhas de Jeová NO TRIBUNAL INTERNACIONAL VÍDEO!

Anúncios